quinta-feira, 3 de abril de 2008

Prece

Autor: Alexandre Faccioni Barcellos

NUM FIM DE TARDE QUANDO ENSAIAM GRILOS
SAIO SOLITO PARA CAMPEREAR
BUSCAR RECUERDOS DE RAZÃO FINITA
NUMA VOZ BONITA A ME "ACOMPANHAR"

A PRIMAVERA QUE ME ABRE O PONCHO
E NO ACONCHEGO DESSA IMENSIDÃO
OS PIRILAMPOS A IMITAR ESTRELAS
E EMBALAR BANDEIRAS NESSA ORAÇÃO

O VENTO SUAVE PRÁ ANUNCIAR A CHUVA
BATE NO PALA SEM SE ARREPENDER
TOCA NOS FLECOS TAL QUAL BORDONEIO
FORTE FUNDO E MANSO PRÁ ME CONVENCER

A SUA PRESENÇA JÁ SE FAZ NOTAR
NO EMBALO MANHOSO DUM CAPÃO DE MATO
COM SEU ZUNIDO A ME DESAFIAR
SOMOS SÓ NÓS A SE ENFRENTAR CALADOS

E ELA CHEGA E VEM BEM COMPOSTA
NUMA CADÊNCIA DE TIRAR O CHAPÉU
E LAVA A ALMA DO VELHO CAMPEIRO
LEVANDO AS PRECES DELE PRO CÉU

solito - sozinho, desacompanhado
recuerdos - lembranças, reminiscências
flecos - tiras de enfeite
capão de mato - porção de mato isolado


truco adelante!!

2 comentários:

marilei faccioni de vargas disse...

e entao adorei seu blog tambem aprecio muito a tudo o que diz respeito ao rio grande do sul que é a terra natal de minha mãe e eu sou muito gaucha gosto de chuurrasco e chamo as moças de guria

Barcellos disse...

gracias...

procure acompanhar e ajude -me a divulgar esse trabalho entre os incontáveis gaúchos espalhados por esse mundo afora...

mas pode começar pelos teus amigos, hehehe

truco adelante...